19 maio 2010

Mateus Sartori, nome de grande cantor


Ao longo de sua história, o Brasil sempre teve mais mulheres destinadas a interpretação e mais homens destinados a composição. Não é à toa que temos o título de "País das cantoras". Quase todo compositor tem uma intérprete mais marcante: Aracy de Almeida para Noel Rosa, Gal Costa para Caetano Veloso, Cássia Eller para Nando Reis, etc. O que torna comum sucessivos 'songbooks' na discografia de nossas cantoras.

Dorival Caymmi é um dos compositores mais homenageados. Cantoras como Gal Costa, Nana Caymmi, Rosa Passos, Jussara Silveira, Olivia Hime já dedicaram um álbum inteiro ao compositor baiano. Cada uma com uma abordagem muito peculiar e com certeza, o de Gal Costa em 1976 é o mais conhecido.

É óbvio que o Brasil também tem grandes cantores, como João Gilberto, Ney Matogrosso, Cauby Peixoto, Emílio Santiago, Milton Nascimento, etc, mas são raros os voltados quase que exclusivamente para a interpretação. Foi procurando cantores com essa perspectiva, que conheci o trabalho do paulista Mateus Sartori.

Indo de encontro a predominância feminina dos tributos a compositores, Mateus prestou em 2007, um tributo a Dorival Caymmi (morto em 2008) em seu segundo cd Dois De Fevereiro. Cláudio Nucci lançou em 2004, o cd Ao Mestre com Carinho, mas o ex-Boca Livre, na totalidade da sua obra é mais compositor.

Em Dois De Fevereiro, Sartori se desvencilha do aspecto brejeiro que a maioria dos intérpretes imprime, e canta Caymmi com um aspecto mais pungente. Não que não haja brejeirice no seu disco, mas não parece ser o foco principal. A escolha do repertório surpreende pela escolha de temas menos conhecidos e mesmo os mais conhecidos ganham releituras tão particulares que acabam parecendo inéditos. A sua interpretação de Quem Vem Pra Beira Do Mar nada deve a gravação de Aracy de Almeida. Outros momentos excepcionais são Dora, Beijos Pela Noite e Sargaço Mar.

Com este disco, Mateus Sartori soma ao time de grandes intérpretes masculinos dessa geração, como Marcos Sacramento, Fênix, Rubi, Moyseis Marques e Carlos Navas. Além da discografia oficial do cantor, que inclui também o cd Todos Os Cantos de 2006, indico também a participação dele no Cd 100 Anos de Ataulpho Alves, na faixa Meu Lamento. E para finalizar, um vídeo do show sobre Caymmi:

2 comentários:

  1. Vinny,
    Obrigada pela colaboração em nosso blog: http://blogdasmeninaspoesiaefotos.blogspot.com/
    A correção já foi devidamente feita.
    Ludmila

    ResponderExcluir
  2. Beijos de Londres
    Dan.
    www.sembolso.blogspot.com

    ResponderExcluir